NÃO AO FUTEBOL MODERNO – Parte IV

By Hendrix | novembro 27, 2009

Por Hendrix Freire

Semana passada fiquei de continuar o grande texto que comecei a escrever sobre as torcidas Ultras, para que pudessem ter consciência do que está acontecendo nos bastidores do Arsenal. Como todos sabem, um time só consegue ir bem em campo se a Diretoria estiver bem ajustada; times em crise acabam por perder títulos em poucas rodadas e, na pior das maneiras, acabam indo para a Segunda Divisão. Exemplo vivo é o Newcastle, que esteve a ponto de ser vendido a preço de banana, hoje ocupa uma vaga na Segunda Divisão e com um déficit que estraçalhou o clube.

Continuando ainda no exemplo do Newcastle, é algo que poderia muito bem acontecer conosco. Lembro-me do início da temporada 07-08, quando o Newcastle deixava seus adversários intimidados com um bom time que tinha. Entretanto, com todos os rumores da venda do clube e os salários começando a atrasar, o Newcastle demorou duas temporadas para cair de Divisão, mas foi  um golpe letal ao clube tão tradicional entre a Coroa Britânica.

Sem dúvidas, o Arsenal possui uma economia mais consistente do que a do Newcastle em 2008. Hoje em dia temos como captar dinheiro suficiente para um ano de salários … isso se deve, em grande parte, à Wenger, que mantém todas as contas do Clube em dia, juntamente com a Diretoria. Por outro lado, o qual não deve jamais ser esquecido, a economia do Arsenal está, também, entrelaçada com empresas que exigiram um acordo de contrato para muitos anos. A Fly Emirates tem contrato com o Arsenal por mais ou menos 10 anos. O valor fixado de investimento anual se dá para todos os anos em que ambas as partes estiverem em contrato. Ou seja, a Fly Emirates vai investir X milhões de libras por ano, sendo que esse X não se altera durante o contrato inteiro.

Uma manobra econômica um tanto quanto arriscada. Ora, em tantos anos, o que pode ou não acontecer com as empresas que patrocinam o Arsenal? Podem elas quebrarem, podem elas romperem o contrato do dia para a noite, ou quem sabe, declarar déficit e investir cada vez menos? Sem falar do Emirates Stadium, que ainda está sob uma quase-eterna folha de pagamento e, talvez, nossos filhos verão os diretores do Arsenal quitarem as dívidas. O estádio, na teoria, deveria ser pago até 2017, segundo a transparência do website oficial. Todo o dinheiro arrecadado em tickets até 2017 será destinado ao pagamento do estádio. Não é necessário ser gênio para ver que, quem ganha na verdade, são as empresas que patrocinam o Clube. Nunca os clubes, nunca os jogadores, muito menos os torcedores.

O preço do ingresso elevou-se em 30% na primeira temporada em que o Emirates foi utilizado. Torcedores protestaram, organizaram-se e bateram às portas da Diretoria. O máximo que Hill-Wood fez foi prometer que o preço não subiria no ano seguinte. Grande coisa, já que a arrecadação, por jogo, se dá em média de 4 milhões de libras. Ora ora, até o mais simples torcedor pensaria: Por quê, então, não compramos jogadores com esse dinheiro? – Como comentado acima, tudo será destinado ao pagamento do estádio.

Logo, a entrada de um investidor estrangeiro, cheio de grana e vontade de gastar seria só o que um clube com a economia tão fechada como o Arsenal gostaria de ter. Kroenke é um nato investidor em esportes, mas parece não entender muito de futebol. Qualquer outro Clube se venderia se a proposta fosse boa; entretanto, há muitos otimistas que dizem que Kroenke jamais faria uma proposta de takeover pelo Arsenal.

Digo-lhes, camaradas, que ficaria muito desapontado e desiludido com o Clube caso o takeover se confirmasse. Tenho ainda muitas coisas a falar sobre o assunto, e espero que estejam gostando da sequência de textos sobre a situação econômica do Arsenal e suas perspecivas. No próximo texto voltarei ao tema principal, que são as torcidas: este aqui serve para dar uma ilustrada no momento econômico que enfrentamos. Um abraço.

 

 

 

Arsenal Brasil

131

sócios ativos

120 

 200

 
 

Neste momento a premiação
do bolão é:

1º lugar ganha: 1 passagem pra Londres, seguro viagem, 2 ingressos e Oyster card semanal
2º lugar ganha: 1 camisa home ou uma camisa away
3º lugar ganha: 1 ano de AB plano Prata
 

 

 

 

Ad 300x150

 

Ad 300x150

 

Ad 300x150

 

Ad 300x150